Bolsonaro desembarca em Washington neste domingo para encontro com Trump

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) chega neste domingo, 17, a Washington, D.C., nos Estados Unidos, onde se encontrará com Donald Trump. O primeiro compromisso oficial na agenda do presidente é um jantar com lideranças políticas e jornalistas da direita americana, oferecido pelo embaixador do Brasil, Sérgio Amaral, na residência oficial.

A reunião na Casa Branca acontecerá somente na terça-feira, 19. Bolsonaro e Trump devem conversar de forma privada antes de participarem de uma coletiva de imprensa.

O encontro já tem um efeito preanunciado – o Acordo de Salvaguardas sobre a Base de Lançamento de Alcântara -, que colocará o Brasil em um mercado que movimentou 3 bilhões de dólares em 2017. Ir além disso e engajar as economias dois países em um círculo de integração maior, porém, é algo que nem a simpatia pessoal nem a afinidade ideológica entre seus líderes poderá garantir.

Acompanham o presidente na viagem os ministros de Relações Exteriores, Ernesto Araújo; Economia, Paulo Guedes; Justiça, Sérgio Moro; Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno; Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes; ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque; e Agricultura, Tereza Cristina. O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do líder brasileiro, também já está na capital americana, diz o MSN.

Bolsonaro desembarcará na Base Aérea de Andrews, em Washington, por volta das 16h do horário local (17h de Brasília). Dali, segue para a Blair House, onde ficará hospedado. O palácio de 1824 é destinado a receber os convidados de Estado em visita ao governo dos Estados Unidos, e fica em uma área ao lado da Casa Branca.

Pela noite, o presidente participará do jantar na residência oficial do embaixador do Brasil em Washington. Os participantes ainda não foram confirmados pela Presidência, mas sabe-se que o controverso ex-estrategista da campanha e conselheiro sênior de Donald Trump, Steve Bannon, foi convidado.

O responsável pelo blog de extrema-direita Breibart News, se desentendeu com o líder republicano em 2018, depois de uma série de comentários controversos sobre o movimento nacionalista branco.

O jantar é visto por representantes do Itamaraty como uma grosseria do presidente brasileiro, que se encontrará com o desafeto de Trump antes mesmo do aperto de mão oficial com o líder americano.

Olavo de Carvalho, o acadêmico conservador americano Walter Russell Mead e Gerald Brant, executivo do mercado financeiro em Nova York, responsável pela ponte da família Bolsonaro com Bannon, também devem estar presentes.

A agenda oficial do presidente em Washington continua na tarde de segunda, com um audiência ao ex-secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, próximo a Guedes. O evento contará somente com a cobertura da imprensa oficial, sem a participação de nenhum meio de comunicação privado, assim como a maioria das audiências da viagem.

Também está marcado para segunda uma conferência na Câmara de Comércio dos Estados Unidos. No evento, batizado de “Brazil Day in Washington”, Bolsonaro deve discursar e participar de um jantar com autoridades. O ministro da Economia conduzirá o painel “O Futuro da Economia Brasileira”.

Bolsonaro deve ainda conceder uma entrevista exclusiva à emissora americana conservadora Fox News, conduzida pela jornalista Shannon Bream, no meio da tarde.

O dia mais tumultuado será a terça-feira, que começa com um encontro com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, na Blair House. O principal tópico a ser discutido deve ser a atual situação política e econômica da Venezuela.

Depois da reunião, Bolsonaro se dirige à Casa Branca . Um almoço de trabalho e um encontro privado estão previstos, além da declaração à imprensa, provavelmente no Rose Garden da residência oficial de Trump.

Dali, a comitiva segue para o Cemitério Nacional de Arlington e participa de um encontro com lideranças religiosas evangélicas americanas. Um jantar com autoridades de segurança e da área diplomática dos Estados Unidos na Blair House também está marcado.

O retorno ao Brasil está previsto para às 21h45 de terça (22h45 de Brasília).

17/03/2019

(Visited 2 times, 1 visits today)