Ciro Gomes comenta relação de Jair Bolsonaro com o Congresso Nacional

Tempo de leitura: 1 min

Escrito por Marcelo Wagner
em dezembro 28, 2020

Para enfrentar essa aberração golpista,
não será com as pseudo-elegâncias de uma elite completamente alienada, que infelizmente
nós temos no país, alienação essa que inclusive contamina parte da dita esquerda
brasileira, que se corrompeu no luxo e no aburguesamento do lulopetismo. Essa é a grande tragédia brasileira. Nós temos um irresponsável na presidência
da República, um completo despreparado, excitando a população contra as instituições, não
pelos defeitos graves que elas têm. Eu sou um homem vivido. Não sou o maior admirador do Congresso brasileiro,
embora eu tenha sido o deputado federal mais votado do país, nem acho que o Judiciário
brasileiro ande merecendo muitas palmas entusiásticas. O problema é que o Bolsonaro está se antagonizando
com isso, não é por esses defeitos. Porque o Bolsonaro tinha um gabinete de ladroeiro,
os filhos são ladrões. O Bolsonaro tem dinheiro na conta da esposa
dele e as pessoas acham que isso não é elegância. Ou tem, ou não tem. Ou eu sou irresponsável, ou não sou. E aí a questão básica é: nós vamos aceitar
que a confrontação odienta constranja as instituições? Porque, no limite, o que está acontecendo
é isso. O Bolsonaro está testando, ele não tem condição
de entregar. Ele é um despreparado, está vendo que o
chão está faltando no pé, e vai criar todos os casos possíveis para experimentar a resiliência,
a resistência da sociedade civil brasileira. Eu quero dizer para ele aqui, na abertura
desse programa: ó Bolsonaro, tu e teus generais de pijama aí, se mete para tu ver como nós
vamos te encarar.

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui

Outros artigos de interesse

Junte-se à nossa lista de subscritores

Entre para a nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade