Justiça inocenta Jean Wyllys por ter chamado Bolsonaro de “fascista” e “canalha”

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) inocentou o ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL) em uma ação no qual ele foi processo por calúnia e difamação pelo então deputado Jair Bolsonaro (PSL).

Em entrevista ao jornal O Povo, em 2017, Wyllys chamou Bolsonaro de “burro”, “fascista”, “racista”, “desonesto”, “canalha”, “desqualificado” e “corrupto”. A ação do atual presidente da República se baseou nessas declarações para pedir uma reparação de R$ 20 mil por danos morais, diz o MSN.

Jean Wyllys, que renunciou ao terceiro mandato como deputado federal no início deste ano e está morando na Alemanha, foi inocentado das acusações de calúnia e difamação. A sentença foi assinada pela juíza Marcia Correia Hollanda.

19/02/2019

(Visited 2 times, 1 visits today)